A Páscoa está chegando…

Postado em Categoria: Arte e Flores, Datas Especiais, Gastronomia

PÁSCOA

A origem desta comemoração remonta muitos séculos atrás. O termo “Páscoa” tem uma origem religiosa que vem do latim Pascae. Na Grécia Antiga, este termo também é encontrado como Paska. Porém sua origem mais remota é entre os hebreus, onde aparece o termo Pesach, cujo significado é passagem.

Há milhares de anos atrás, haviam festas de passagem que eram comemoradas entre os povos europeus, principalmente da região do Mediterrâneo, algumas sociedades, como por exemplo a grega, festejavam a passagem do inverno para a primavera, durante o mês de março. Esta festa, era realizada geralmente na primeira lua cheia da época das flores. Entre os povos antigos essa passagem era de extrema importância, pois, marcava o fim do inverno rigoroso (baixa produção de alimentos) e o aumento das chances de sobrevivência.

Entre os judeus, esta data assume um significado muito importante, pois marca o êxodo deste povo do Egito, por volta de 1250 a.C, onde foram aprisionados pelos faraós durantes vários anos. Esta história encontra-se no Velho Testamento da Bíblia, no livro Êxodo. A Páscoa Judaica também está relacionada com a passagem dos hebreus pelo Mar Vermelho, onde liderados por Moises, fugiram do Egito.

Entre os primeiros cristãos, esta data celebrava a ressurreição de Jesus Cristo (quando, após a morte, sua alma voltou a se unir ao seu corpo). O festejo era realizado no domingo seguinte a lua cheia posterior ao equinócio da Primavera (21 de março).

O coelho da páscoa e os ovos de páscoa…

A figura do coelho está simbolicamente relacionada à esta data comemorativa, pois este animal representa a fertilidade. O coelho se reproduz rapidamente e em grandes quantidades.

Tanto para os judeus quanto para os cristãos, essa data relaciona-se com a esperança de uma vida nova, ressurreição e renascimento.

A figura do coelho da Páscoa foi trazido para a América pelos imigrantes alemães entre os séculos XVII e XVIII. O coelhinho “visitava” as crianças, escondendo os ovos coloridos que elas teriam de encontrar na manhã de Páscoa.

Os ovos pintados e coloridos tem origem nas festividades que ocorriam na primavera e tinham origem em povos germânicos. Quando estes se converteram para o cristianismo continuaram suas tradições traduzindo seus significados para a nova religião.

Mas existem registros de que outros povos também se utilizavam de ovos, principalmente ovos coloridos pintados a mão em festividades que ocorriam na mesma época. É o exemplo dos persas, chineses, romanos, judeus e armênios. Provavelmente isto ocorria porque é justamente na primavera que muitas aves e animais começam seu período reprodutivo. Isso fez muitos povos vincularem a chegada da primavera ao momento do nascimento, renascimento e nada melhor para representar isto do que ovos.

O moderno ovo de páscoa apareceu por volta de 1828, quando a indústria de chocolate começou a desenvolver-se e foi impulsionado pela igreja cristã que proibia o consumo de carne animal durante a quaresma. Assim se tornaria mais apropriado presentear as pessoas com ovos de chocolate e não mais com ovos de galinha pintados.

Fazendo seu próprio Ovo da Páscoa…

Você vai precisar de:

– 350 g de chocolate ao leite
– 1 fôrma de ovo de 250 g
– papel-alumínio ( o quanto baste )

Passo-a-passo

1. Separe os ingredientes pedidos na receita.

2. Separe o chocolate em 3 porções iguais. Coloque 2 porções de chocolate num recipiente. Corte a porção restante em pedaços bem pequenos e coloque num outro recipiente.

3. Leve o recipiente com as 2 porções ao microondas por 40 segundos, na potência alta.

4. Retire o recipiente do microondas e misture até ficar homogêneo.

5. Acrescente o chocolate picado no recipiente com o chocolate derretido e misture até que o chocolate não apresente nenhum pedaço (este processo chama-se “temperar” e é fundamental para que o ovo não se derreta posteriormente)

6. Segure a forma limpa nas mãos e coloque 3 colheres (sopa) de chocolate derretido dentro de cada buraco.

7. Com a própria colher, puxe o chocolate do centro para as bordas da forma, cobrindo toda a superfície da forma.

8. Vire a forma para baixo, para que o excesso de chocolate saia da forma.

9. Vire a forma novamente para cima e passe uma espátula, ou uma faca sem serra, na superfície da forma, retirando o excesso de chocolate das bordas.

10. Cubra a forma com papel alumínio e coloque sobre uma tábua, com a superfície plana voltada para baixo.

11. Leve à geladeira e deixe resfriar por 5 minutos.

12. Retire a forma da geladeira, retire o papel alumínio e repita todo o procedimento acima por 2 vezes. No total, serão feitas 3 camadas.

13. Após a terceira camada, deixe a forma por cerca de 10 minutos na geladeira, com a superfície plana, da forma, virada para baixo.

14. Espere até que o ovo se desprenda da forma. Observe as bolhas que se formam.

15. Retire a forma da geladeira e deixe o ovo se desprender da forma sobre uma tábua, forrada com papel alumínio.

16. Deixe secar por cerca de 12 horas, num ambiente seco e arejado.

17. Após a secagem do ovo, embrulhe cada metade com papel alumínio, próprio para bombons. Recheie o ovo com bombons de sua
preferência, junte as metades e finalize com papel celofane. Amarre uma fita e guarde em ambiente seco e arejado.

Até a próxima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *